Digite a palavra-chave

Eventos

Águas e Árvores

Águas e Árvores

Artista: Valdir Cruz
Curadoria: Fernando Stickel
Período: 02 de março a 25 de março de 2011
Local: Casa de Cultura da Brasilândia
Praça Benedicta Cavalheiro s/n São Paulo
(Em frente ao colégio João Solimeo)
Horário de funcionamento: seg a sex das 09:00 às 17:00

A exposição Águas e Árvores apresentou uma série fotografias de cunho contemplativo do fotógrafo Valdir Cruz. As imagens, em preto e branco, exibem cachoeiras, saltos, árvores, quedas d´água e registraram lugares nem sempre conhecidos ou até mesmo “extintos”. Apresentada em março de 2011, as obras foram oferecidas pelo fotógrafo à Fundação Stickel em contrapartida ao apoio recebido para a produção da exposição “Valdir Cruz – fotografias: Sinfonia de um Viajante”, ocorrida em 2010 no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. Além disso, o fotógrafo também recebeu apoio da fundação para publicar o livro “Caminho das Águas”, lançado em 2007 pela editora Cosac Naify.

Valdir Cruz – Águas e Árvores

As imagens de Valdir Cruz levam o espectador a comungar com a natureza.
Suavemente seduzem-no e capturam seu olhar, retirando-o de seu ambiente e levando-o diretamente à mãe natureza, ao seio da mata, ao ruído da cachoeira, ao vento, cheiros e respingos. A comunhão plena com a imagem acaba por proporcionar uma experiência quase religiosa, atemporal, remetendo à natureza ideal, imaculada, intocada, perene em sua glória.
Em tempos de turbulência ecológica e infindável sucessão de desastres ambientais, o trabalho solitário do fotógrafo em regiões isoladas funciona como caldeirão alquímico, combinando ciência, arte, geografia e missão arqueológica anímica, capturando a beleza atávica destes fenômenos da natureza em registros de altíssima qualidade técnica, histórica e artística.
Esta exposição Águas e Árvores nada mais é que o fio condutor do reencontro do espectador com a natureza, é a picada no meio do mato, que subitamente se abre para revelar esplendoroso tesouro natural.
A missão da Fundação Stickel é levar a arte e o desenvolvimento sustentável às comunidades, algo que só se faz com respeito e preservação da natureza.
Desta forma a Fundação tem grande prazer em expor este trabalho, que trata da memória destas águas e destas árvores, trata ultimamente de nossa sobrevivência no planeta.

Fernando Stickel
Março 2011

Sobre o artista

Valdir Cruz nasceu em Guarapuava, no sul do Paraná, em 1954. Em 1978, mudou-se para Nova York, nos Estados Unidos, e começou a fotografar, em 1982. Desde então, divide seu trabalho entre esse país e o Brasil, focando sua obra na arquitetura, nas paisagens e no povo brasileiro. Seu trabalho está presente nas coleções permanentes do Museu de Arte de São Paulo (MASP), do Museum of Modern Art (MoMA), de Nova Iorque, e do Smithsonian Institute, em Washington, D.C., entre outros. Seu principal representante nos USA é a galeria Throckmorton Fine Art, Inc., em Nova Iorque.

Veja também as imagens do Programa Educativo da exposição “Águas e Árvores”.
http://www.facebook.com/media/set/?set=a.571776952843154.1073741832.488217591199091&type=3

+ fotos
http://www.facebook.com/media/set/?set=a.141887879210157.30492.100001668365156&type=3