Digite a palavra-chave

Eventos

“Entorno de Nós” entrega um grande mural colaborativo à estação Palmeiras – Barra Funda da CPTM

“Entorno de Nós” entrega um grande mural colaborativo à estação Palmeiras – Barra Funda da CPTM

Idealizado pelo artista plástico Danilo Blanco, o projeto foi realizado com o apoio da Fundação Stickel.

A madeira é a preciosa matéria-prima trabalhada nas oficinas de “Marchetaria” da Fundação Stickel, ministradas pelo artista plástico e educador social Danilo Blanco em quatro escolas públicas de São Paulo ao longo de 2017. Os alunos utilizaram laminas de madeira, com tons diferentes, para criar padrões geométricos abstratos seguindo as técnicas tradicionais dessa arte milenar.

Cada um dos participantes produziu um padrão bidimensional de marchetaria de 15x15cm, de acordo com a vivência particular dos aprendizes com a Marchetaria. Formando uma obra única, na qual cada padrão, agora digitalizado e impresso sobre azulejos, ajudará a compor um grande mural na Estação Palmeiras-Barra Funda da CPTM. A instalação, pública e permanente, é o resultado do projeto Entorno de Nós, descrito abaixo por Danilo Blanco.

“Entorno de Nós é um projeto que envolve uma constelação de autores e se sustenta nos três pilares que caracterizam minha trajetória artística iniciada nos anos 1990: processos colaborativos em arte, inserção da marchetaria no mercado contemporâneo e intercâmbio de conhecimentos.”

A obra será inaugurada na próxima quarta-feira, 24 de janeiro de 2018, às 10 horas, com realização da Fundação Stickel e apoio da Galeria Central, Associação Paulista Viva, Escola Senai Orlando Laviero Ferraiuolo e CPTM.

O PROJETO

O projeto Entorno de Nós foi idealizado pelo artista plástico Danilo Blanco, com apoio e realização da Fundação Stickel. Teve início em março de 2017 e já passou por quatro escolas: E.E. Professor Dr. Geraldo Campos Moreira (Parque Cisper), E.E. Prof. Laurinda Vieira Pinto (Ibiúna), E.E. Rodrigues Alves (Bela Vista) e E.E. João Kopke (Campos Elíseos).

Composto por 690 azulejos, o mural instalado na estação Palmeiras-Barra Funda da CPTM conta com cerca de 180 trabalhos de marchetaria de cada escola, criação livre dos alunos, digitalizados e impressos sobre azulejo. Após Danilo organizar os diferentes trabalhos que compõe o mural, o assentamento dos azulejos foi realizado por professores e aprendizes da Escola SENAI Orlando Laviero Ferraiuolo.

É uma obra colaborativa, pública e permanente.

SOBRE DANILO BLANCO

Artista plástico, designer de superfície e educador social com formação independente, alcançou reconhecimento e destaque por resgatar o ofício tradicional da marchetaria como estética em sua produção artística, contribuindo para inserção e valorização da prática no mercado contemporâneo. Promoveu rupturas no processo construtivo e estético dessa arte e compartilhou suas descobertas com diversos grupos, realizando projetos e ações através de parcerias com reconhecidas instituições e organizações sociais. Participou de mostras individuais e coletivas a partir dos anos 1990, incluindo espaços como Sesc Pompeia SP, Sesc Carmo SP, Sesc Palladium BH, Senac SP, Galeria Olido, Galeria Monica Filgueiras, Galeria Arte Aplicada, Galeria Virgílio – Barco, Galeria Mezanino, Memorial da América Latina / Espaço Marta Traba, Brasil Design (Hannover, Alemanha), Museu da Casa Brasileira, A Casa – museu do objeto brasileiro, Museu de Arte Brasileira – FAAP, Instituto Cervantes SP, Centro Cultural Olido e Pinacoteca do Estado, entre outros.

SOBRE A FUNDAÇÃO STICKEL

A Fundação Stickel é uma organização sem fins lucrativos instituída em 1954 pelo casal Martha Diederichsen Stickel e Erico João Siriuba Stickel, na época chamada de Fundação Beneficente Martha e Erico Stickel e atuante na cidade de Campos do Jordão. Após um período de inatividade, foi reestruturada em 2004 pelo filho do casal, o arquiteto, artista plástico e fotógrafo Fernando Stickel, e passou a operar em São Paulo com a missão de promover a inclusão social por meios das artes visuais.

Atualmente, a Fundação Stickel busca agregar sua atuação na arte brasileira e contemporânea ao trabalho em comunidades com altos índices de vulnerabilidade social. Para tanto, promove atividades culturais diversas nos campos da pintura, desenho, cinema, fotografia e literatura, sendo elas exposições, cursos, oficinas, ações, edição e distribuição gratuita de livros, dentre outras modalidades que envolvem a arte educação.

ABERTURA/INAUGURAÇÃO

Local: após as catracas da CPTM, próximo do acesso ao METRÔ

Data: 24 de janeiro de 2018

Horário: 10hs